terça-feira, 28 de abril de 2009

Um livro de terror, para abafar um romance

Dois livros foi o saldo da minha mini-semana de férias. Entretanto, comecei ontem à noite um dos livros da colecção da revista Sábado. Comecei pelo 'A Luz' de Stephen King.

Recordo que este livro serviu de base para o filme 'Shinning', protagonizado por Jack Nicholson.

Resumo:
Um escritor Jack Torrance decide aceitar um trabalho temporário de segurança num hotel que durante o Inverno se encontra fechado. Jack e a família devem tomar conta do hotel.
Apesar de alertado para o extremo isolamento, Jack ignora todos os conselhos em busca de paz, para escrever o novo livro.
As coisas começam a complicar-se à medida que o tempo passa e Jack entra em bloqueio mental e pára de escrever o livro, refugiando-se na bebida. A partir deste momento, a sua integridade mental começa a desfazer-se e começa a sofrer alucinações que afectam as suas acções. A família que tenta, desesperadamente, escapar do hotel e evitar o seu total descarrilamento psicológico.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Os livros e a revista 'Sábado'

A 'Sábado' volta a distribuir mais uns quantos livros, pelo preço de mais um euros na aquisição da revista. É mais uma colecção fantástica, tal como a revista nos tem habituado. Pessoalmente, vou continuar a comprá-los, porque acho que representa uma oportunidade fantástica de comprar bons títulos a um preço razoável.

O primeiro já saiu. Foi 'A Luz', de Stephen King... o livro que inspirou o filme 'Shinning', com Jack Nicholson.

Os próximos são:

- Herzog, de Saul Bellow;
- As Mil e Uma Noites, de Naguib Mahfouz;
- O Plano Infinito, de Isabel Allende;
- Terra de Neve, de Yasunari Kawabata;
- Sem Sangue, de Alessandro Baricco
e
- O Talentoso Mr. Ripley

Sozinhos

Acabei de ler o livro 'Sozinhos', de Lisa Gardner. Há algum tempo que esta autora americana se tornou uma das minhas favoritas em termos de literatura de suspense. Neste livro, o quinto que tenho dela, há uma história que envolve pedofilia, incesto e muito sangue. 

Tudo começa com uma chamada para o 112 a denunciar um caso de violência doméstica. Bobby Dodger pertence à unidade SWAT chamada a intervir e acaba por matar o homem que ameaça a mulher e o filho com uma arma.

Os problemas começam aí, quando se descobre que o morto é filho de um juíz importantíssimo. Este, convencido que a nora está envolvida na morte do filho,  acaba por contratar um assassino para a matar e a todos aqueles que a protegem. Adivinhem quem é o assassino. É o mesmo homem que 25 anos violara a nora, Catherine.

Dinheiro, corrupção e muitas armas fazem o argumento essencial do livro. A ler. Pessoalmente, gostei muito. É o género de livro que gosto de ler: que me prende e me faz pensar quem é o mau da fita, porque, ao fim e ao cabo, Catherine não é de todo inocente.